MAUÁ NEWS
NOTICIÁRIO DA CIDADE DE MAUÁ E REGIÃO
NOTÍCIA ANTERIOR
Atila negocia novo contrato com a Fundação do ABC
PRÓXIMA NOTÍCIA
Candidatos mentem para conseguir público em eventos
quinta-feira, 20 de setembro de 2018
Câmara deve acionar Ministério Público contra Alaíde
Na sessão ordinária da última terça-feira (18), primeira após Atila Jacomussi (PSB) reassumir o cargo como prefeito, o pai dele e presidente da Casa, Admir Jacomussi (PRP), admitiu que que há a possibilidade de o Legislativo acionar o Ministério Público para investigar efeitos do decreto de estado de calamidade financeira editado pela vice-prefeita Alaíde Damo (MDB) quando estava interinamente no Paço.

A Câmara aprovou um requerimento, apresentado pelo próprio Admir, que questiona a legalidade do decreto. O projeto estava travado há duas semana e foi aprovado curiosamente após o retorno de Atila ao comando da Prefeitura. O Legislativo também aprovou um outro requerimento do presidente em que contesta a frequência da quebra de ordem cronológica de pagamento de fornecedores. “Se tiver algum prejuízo público, vai depender da posição da Câmara, (mas há possibilidade) até de acionar o MP, coisa desse tipo”, afirmou.

O governo Atila ainda não decidiu oficialmente se mantém ou revoga o decreto de Alaíde. Na semana passada, o prefeito afirmou que reavaliaria a manutenção do documento e disse que tomaria uma decisão até a última terça-feira (18), mas nenhuma decisão foi tomada até o momento.
Por: Daniel Costa - Mauá Agora