MAUÁ NEWS
NOTICIÁRIO DA CIDADE DE MAUÁ E REGIÃO
NOTÍCIA ANTERIOR
Murilo Couto Outro Show em Mauá neste domingo
PRÓXIMA NOTÍCIA
Mauá recebe 1º Festival de Churros
terça-feira, 7 de agosto de 2018
Corpo de agente que estava desaparecida é velado em São Bernardo
 Despedida acontece no Cemitério da Vila Euclides; enterro está marcado para as 14h, na Vila Carminha. Foto: Reprodução/Facebook
O corpo da soldado Juliane dos Santos Duarte, 27 anos, que estava desaparecida desde a última quinta-feira (2) é velado na manhã desta terça no Cemitério da Vila Euclides, em São Bernardo. O enterro está marcado para as 14h, no Cemitério dos Casa, na Vila Carminha, também na cidade.

A PM (Polícia Militar) encontrou o corpo de Juliane na noite de ontem dentro do porta-malas de um veículo Honda Civic, na Rua Cristalino Rolim de Freitas, no bairro Campo Grande, na Zona Sul de São Paulo.

Embora a perícia ainda não tenha sido concluída, já é possível afirmar que se trata do corpo da soldado. Um dos argumentos utilizados é de que no veículo também foi encontrada uma calça camuflada como a que a policial usava no dia do desaparecimento.

O caso - Moradora de São Bernardo, a policial militar foi vista pela última vez na favela de Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo, após encontrar amigos em um bar na comunidade.

De acordo com testemunhas, momentos antes do desaparecimento, Juliane teria ido ao banheiro do bar e, quando voltou, percebeu uma movimentação estranha no estabelecimento. Na ocasião, o celular de um rapaz que também estava no bar teria sido furtado.

Neste momento, Juliane teria, então, sacado a arma e se identificado como soldado da Polícia Militar. Após o episódio, quatro indivíduos teriam ido ao estabelecimento e questionado quem era a policial. Ao se manifestar, ela teria sido baleada duas vezes e levada pelo grupo.

Desde o desaparecimento, as equipes das polícias Civil e Militar realizavam buscas no entorno do estabelecimento. Na sexta-feira, após denúncia via o telefone 190, os agentes localizaram a moto da PM no bairro de Pinheiros. Um homem foi detido suspeito de participação no desaparecimento da policial. Embora ainda não tenha sido comprovado seu envolvimento, ele permaneceu preso por porte ilegal de arma.
Por: Daniel Macário e Marília Montich - Diário do Grande ABC