MAUÁ NEWS
NOTICIÁRIO DA CIDADE DE MAUÁ E REGIÃO
NOTÍCIA ANTERIOR
34ª Festa Junina de Mauá atrai milhares de pessoas
PRÓXIMA NOTÍCIA
Sem Atila, Vanessa toma as rédeas na Prefeitura de Mauá
terça-feira, 5 de junho de 2018
Alaíde nomeia três aliados no secretariado de Mauá e pede pacificação dentro do governo
Antônio Carlos, Denise e Cássia foram apresentados em reunião interna. Foto: Denis Maciel/DGABC
A prefeita em exercício de Mauá, Alaíde Damo (MDB), confirmou ontem a nomeação de três secretários. Seu sobrinho, Antônio Carlos de Lima, vai para a Secretaria de Governo, enquanto sua sobrinha, Denise Debartolo, será titular da Pasta de Educação, e Cássia Cogueto irá para Relações Institucionais.

Antônio Carlos volta ao governo mauaense após ter passagens na gestão de seu tio, Leonel Damo, e de Oswaldo Dias (PT). Até 2016, era superintendente do Imprerp (Instituto de Previdência de Ribeirão Pires), com Saulo Benevides (MDB). O Diário mostrou no dia 20 que seu retorno ao Paço era iminente.

Denise Debartolo também tem passagens pela Prefeitura de Mauá na gestão de Leonel Damo, enquanto Cássia foi assessora do vereador Manoel Lopes (DEM) e de Vanessa Damo (MDB) durante o mandato da emedebista como deputada estadual. Desde o começo do governo de Atila Jacomussi (PSB), Cássia atuava no gabinete do socialista.

Alaíde fez a primeira reunião de secretariado ontem desde que assumiu a gestão de forma interina por causa da prisão de Atila. Ela apresentou os novos nomes e garantiu que será um governo de união, sem rupturas políticas com aliados diretos de Atila. Vanessa, que é alvo de ação judicial por ter sido condenada à perda dos direitos políticos, participou da reunião no Paço. Até semana passada, a emedebista atuava como secretária de Governo e de Relações Institucionais.

O clima de apreensão se acentuou na semana passada, quando Alaíde demitiu comissionados ligados a Atila na Secretaria de Educação. Até então, as exonerações estavam restritas aos indicados de José Carlos Orosco Júnior (PDT), ex-marido de Vanessa. Aliado do pedetista, Fernando Coppola, o Xuxa (MDB), foi desligado da função de secretário de Educação. Gilberto João de Oliveira, outra nomeação patrocinada por Orosco, foi retirado da Pasta de Obras – esse setor segue sem comandante definitivo, assim como a Secretaria de Saúde.
Por: Raphael Rocha - Diário do Grande ABC