MAUÁ NEWS
NOTICIÁRIO DA CIDADE DE MAUÁ E REGIÃO
NOTÍCIA ANTERIOR
Fatec Mauá realiza o XVI Workshop Tecnológico gratuito
PRÓXIMA NOTÍCIA
Sidney Matias comemora 30 anos de carreira internacional em Mauá
quarta-feira, 16 de maio de 2018
TIM investe R$ 10 milhões em Mauá e gera 200 postos
Foto: TecMundo
Aporte se destina à instalação de novo serviço na cidade, a segunda de São Paulo a oferecê-lo

A empresa de telecomunicações TIM irá investir, pelos próximos três anos, aproximadamente R$ 10 milhões em Mauá para a implementação da ultra banda larga fixa. No município, foram gerados 200 empregos diretos e indiretos com o aporte – para desenvolvimento de ações comerciais e instalação, por exemplo –, além de ser o primeiro local fora da Capital a receber o serviço, e o segundo do Estado.

Segundo Fabiano Ferreira, head da unidade residencial e PME (Pequena e Média Empresa) da TIM Brasil, a escolha da cidade foi feita por questões estratégicas. “Nós analisamos os cenários socioeconômico, técnico e financeiro antes de mapearmos os municípios que podem receber a tecnologia. Em todo o País, são mais de 400 (cidades) em potencial, dentre elas algumas do Grande ABC”, afirma, sem divulgar detalhes.

Outro fator decisivo para expansão dos negócios é o poder público, dado que a empresa precisa da autorização de prefeituras e companhias de energia elétrica para montar a estrutura física do serviço. “Em Mauá, eles (a Prefeitura e a Eletropaulo) foram receptivos porque não é apenas mais um serviço para a população, também estamos gerando renda para a cidade”, diz.

No primeiro mês de funcionamento, foram 97 mil contratações. O objetivo é cobrir 60% dos habitantes até 2022 – ou seja, 277.203 dos 462.005 moradores estimados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no ano passado. Vale lembrar que a TIM conta com unidade em Santo André, onde operam 2.200 funcionários das áreas de TI, Segurança e call center.

Chamada de TIM Live Ultrafibra, a tecnologia oferece combos de conteúdos de vídeo e entretenimento conforme velocidade contratada, que varia entre 100 mega e dois giga. É utilizada a tecnologia FTTH (Fiber To The Home, em tradução livre, Fibra Para o Lar), que interliga residências por meio de fibra óptica.

A Vivo utiliza a rede FTTH em Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema e Mauá, totalizando 527 mil casas. Já Rio Grande da Serra e Ribeirão Pires são 100%
atendidas pela rede de banda larga da empresa, que afirma estudar implantação de fibra óptica nas cidades. As demais empresas do setor não responderam até o fechamento desta edição.
Por: Flavia Kurotori - Especial para o Diário