MAUÁ NEWS
NOTICIÁRIO DA CIDADE DE MAUÁ E REGIÃO
NOTÍCIA ANTERIOR
Semáforos desligados põem vidas em risco
PRÓXIMA NOTÍCIA
Vereadores aliados podem impedir a votação do impeachment na câmara
quarta-feira, 16 de maio de 2018
População organiza protesto em frente à câmara de vereadores
Foto: Mauá Agora
Na câmara municipal de Mauá, nesta terça-feira (15), a população através das redes sociais está organizando um protesto em frente à casa de leis do município. Hoje, a criação do impeachment de Atila será votado pelos parlamentares e, segundo já noticiou o Mauá Agora, a tendência é que os aliados ao governo rejeitem o processo.

Com isso, toda a população está se organizando para, em frente a câmara, às 14h, protestarem não só pelo impeachment de Atila como também pela criação de mais cargos comissionados que, juntando os salários, darão um total de mais ou menos R$4 milhões. UPA (Unidade de Pronto Atendimento) fechada também é uma das reclamações juntamente a Taxa do Lixo.
Os vereadores e suas possíveis decisões

De acordo com fontes ouvidas pelo Mauá Agora, os parlamentares já teriam decidido barrar o impeachment votando contrários ao processo, hoje, terça-feira (15). Este seria mais um dos motivos que levaria a população a protestar.

A base aliada tentará impedir que Alaíde Damo (MDB) tome posse como prefeita. Para isso, Atila deve ser deixado no cargo e os parlamentares irão se apoiar na LOM (Lei Orgânica Municipal) que diz que o prefeito pode ficar 15 dias afastado do cargo e continuar exercendo seu mandato.

Ou seja, com essa decisão, e também acompanhando o andamento da prisão preventiva de Atila e seu secretário de Governo e Transportes, João Gaspar (PCdoB), Atila poderia continuar governando da cela da PF (Polícia Federal).
Por: Leonardo Constantino - Mauá Agora