MAUÁ NEWS
NOTICIÁRIO DA CIDADE DE MAUÁ E REGIÃO
NOTÍCIA ANTERIOR
Mauá Futebol vence primeiro clássico da cidade no paulista e mantém liderança
PRÓXIMA NOTÍCIA
Eleição em Mauá fica nebulosa pós-operação
segunda-feira, 14 de maio de 2018
Gaspar negociaria propina para Atila; valores chegam a R$138 mil
João Eduardo Gaspar (PCdoB), foi preso junto ao atual Prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), por ser suspeito de crime de fraude em licitação, corrupção ativa e corrupção passiva, assim como o chefe do executivo mauaense. Junto à ele, mas em liberdade, Samara Gomes Barlera, na época em que Atila era Deputado, assessora do mesmo.

Gaspar e Samara são citados no relatório da Operação Prato Feito como possíveis negociadores da propina que chegaria em Atila Jacomussi. Samara foi assessora de Atila entre 19/03/2015 até 30/12/2016 e, teria recebido valores por meio de transferências bancárias de Carlinhos.

Gaspar, secretário de Governo e Transporter e também assessor de Atila na época em que era deputado, teria recebido R$138 mil reais, através de 10 transferências bancárias, realizadas em 2015. Confira a seguir, o caminho que o dinheiro percorreu até, possivelmente, chegar nas mãos de Atila.
Por: Leonardo Constantino - Mauá Agora