MAUÁ NEWS
NOTICIÁRIO DA CIDADE DE MAUÁ E REGIÃO
NOTÍCIA ANTERIOR
Paço de Diadema confirma três novos casos de febre amarela
PRÓXIMA NOTÍCIA
Escola estadual funciona sem água desde outubro
terça-feira, 6 de março de 2018
Santo André criará 642 vagas de Zona Azul nas próximas semanas
 Áreas comerciais dos bairros Jardim, Santa Terezinha, Bela Vista e do Tersa terão espaços de estacionamento rotativo a partir do dia 19. Foto: Nario Barbosa/DGABC
A partir do dia 19, a área de cobrança do estacionamento rotativo de Santo André será ampliada, com a criação de 642 vagas em quatro setores do município considerados críticos pela Prefeitura. O objetivo do aumento é dar maior comodidade aos motoristas que frequentam regiões comerciais da cidade, o que ainda é motivo de divergência entre os próprios usuários.

A medida, segundo a Prefeitura, abrange a criação de vagas de Zona Azul em ruas e avenidas dos bairros Jardim, Santa Terezinha, Bela Vista e no entorno do Tersa (Terminal Rodoviária de Santo André), conhecido popularmente como Prefeito Saladino (veja mapa ao lado).

Nestes locais, novas vagas de estacionamento rotativo estão sendo demarcadas por funcionários da Prefeitura de Santo André, assim como tem sido feita também a instalação de parquímetros nestes trechos. A previsão é a que este trabalho seja concluído ainda nesta semana.

A partir de segunda-feira, motoristas serão orientados sobre o pagamento das tarifas do estacionamento rotativo, por meio de faixas e panfletos, mas ainda sem autuações, em período considerado de adaptação, conforme a Prefeitura.

O início efetivo de funcionamento da Zona Azul nestes locais ocorrerá no dia 19 de março, quando os motoristas passarão a ser autuados caso não tenham o tíquete no veículo. Segundo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), o condutor que descumprir as regras para o estacionamento rotativo comete infração grave com direito a cinco pontos na habilitação, além de multa no valor de R$ 195,23 e remoção do veículo.

Atualmente, Santo André possui 4.348 vagas de Zona Azul. Com a criação de novas demarcações, esse número subirá 14,76%. Nestes espaços, o valor para estacionar varia de R$ 1 a R$ 4, dependendo da localidade e do tempo de permanência, que tem como limite o período de duas horas.

Segundo a Prefeitura de Santo André, o aumento de vagas de Zona Azul na cidade foi discutido com comerciantes e segue parecer de estudo feito pelo Paço, que identificou a necessidade da “democratização do uso de ruas e avenidas como estacionamento”. “Ao limitar em duas horas o período em que o motorista pode deixar o carro estacionado, a Zona Azul estimula maior circulação de pessoas, o que beneficia as regiões de comércio.”

Para usuários, no entanto, o tema ainda gera polêmica. “Se for pensar na rotatividade das vagas, a ideia é boa”, avalia Ligia Oliveira, 38 anos, subgerente de um comércio instalado na Rua das Figueiras.

Já para o garçom Wellington Queiroz de Lima, 32, a medida é vista de forma negativa. “No fundo, afeta o bolso de todos, em especial o nosso, que trabalhamos no entorno desses espaços e utilizamos carro todo o dia”, destaca.

Prefeitura estuda uso de cartão de débito

O uso de moedas para aquisição de tíquetes de Zona Azul pode estar com os dias contados em Santo André. Isso porque a Prefeitura da cidade estuda a possibilidade do uso de cartão de débito para o pagamento do estacionamento rotativo.

Atualmente, um único parquímetro instalado na Rua Gertrudes de Lima, em frente ao escritório da Hora Park, em caráter experimental, aceita a modalidade de pagamento com o cartão.

No entanto, com a instalação de novos parquímetros modernos, com a função para pagar no débito, a Prefeitura de Santo André diz estudar a implantação do sistema de pagamento, ainda sem “previsão de liberar o uso em outras máquinas no momento”.

Segundo usuários, a medida resolveria o problema de trocar cédulas na cidade. “Quando preciso trocar nota por moeda preciso sempre ir em bares ou restaurantes, pois nunca tem agentes na rua”, destaca a bancária Heloísa Diniz, 45 anos.

A empresa Hora Park, que administra o sistema de Zona Azul da cidade, atualmente oferece plataforma de serviços on-line para pagamento do estacionamento rotativo.
Por: Daniel Macário - Diário do Grande ABC