MAUÁ NEWS
NOTICIÁRIO DA CIDADE DE MAUÁ E REGIÃO
NOTÍCIA ANTERIOR
Explosão destrói refeitório de escola
PRÓXIMA NOTÍCIA
Secretário diz que guardas foram agredidos por camelôs
sábado, 4 de agosto de 2007
Fundação vai gerenciar Hospital da Mulher de Santo André
A Fundação do ABC vai ser a gerenciadora do Hospital da Mulher, no Parque das Nações, em Santo André. O anúncio foi feito sexta-feira pelo prefeito João Avamileno (PT). “A intenção é fazer uma co-gestão, com um parceiro que tenha conhecimento na área e de forma mais barata, como já faz a Fundação na região”, explicou a secretária Vânia Barbosa do Nascimento.

O assistente de Planejamento da Fundação do ABC, Inácio Lopes, conheceu as obras inacabadas do hospital sexta-feira. “Estamos em fase de namoro, mas é bem provável que saia a parceria”, contou.

A unidade será referência na cidade e fará todos os partos da rede pública de Santo André.

As obras do hospital já duram mais de cinco anos e passaram por duas empreiteiras diferentes. Há quatro meses nas mãos da H-Guedes, a nova promessa é que o hospital fique pronto em dezembro.

Mas o primeiro nascimento no maior centro de obstetrícia da região só poderá ocorrer em março, quando o hospital começará a funcionar.

A Prefeitura aguarda ainda a liberação de R$ 6,1 milhões do Ministério da Saúde para a compra de equipamentos. Mesmo que o repasse não seja feito, o prefeito promete entregar o Hospital da Mulher para a população no primeiro trimestre de 2008.

“Se o governo federal não enviar o dinheiro, teremos que remanejar verba de outra obra para o hospital, mas não mudaremos o prazo”, garantiu Avamileno.

Hospital abrirá 500 vagas para médicos e área administrativa

O Hospital da Mulher abrirá até dezembro seleção pública para cerca de 500 vagas para a contratação de médicos e de funcionários do administrativo. A convocação deve partir da Fundação do ABC, se esta realmente ficar com a co-gerência do centro hospitalar.

O coordenador técnico do projeto do hospital, Jânio Georgete, diz que a população vai às obras perguntar se haverá contratações. “Mas as funções e salários só teremos no fim do ano”, diz.

Custos - “Tem gente que acha que hospital só dá prejuízo, mas muitos empregos serão gerados também”, ironizou a secretária da saúde, Vânia Barbosa do Nascimento.

O Hospital da Mulher custará R$ 34 milhões e a sua manutenção anual, R$ 15 milhões, o que pedirá um aumento no orçamento da pasta de Saúde para 2008.
Por: Vanessa Selicani - Especial para o Diário / Foto: Nário Barbosa